Anúncios

Translate

FAÇA PARTE DESSE PROJETO MISSIONÁRIO

É importante apoiarmos iniciativas que contribuem para a propagação da Palavra de Deus. Esta obra, em particular, tem sido muito importante, pois visa dar subsídios da Lição Bíblica para a Escola Biblica Dominical. Sinto-me feliz em poder fazer a minha parte para ajudar esta obra a alcançar seus objetivos. Faça parte desta obra e ajude a espalhar a Palavra de Deus! Caso queira contribuir com uma oferta use PIX Cel. 997518304 . It is important that we support initiatives that contribute to the spread of the Word of God. This work, in particular, has been very important, as it aims to provide information on the Bible Lesson for the Sunday School. I feel happy to be able to do my part to help this work achieve its goals. Be part of this work and help spread the Word of God! If you want to contribute to an offer, use PIX Cel. 997518304 .

Contributions to this missionary work

https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=NNAE7UM5Y5MDN

LIÇÃO 2 - MISSÕES TRANSCULTURAIS: À SUA ORIGEM NA NATUREZA DE DEUS

LIÇÃO 02 – MISSÕES TRANSCULTURAIS: À ORIGEM NA NATUREZA DE DEUS.

Texto Áureo: “Quanto a mim, eis o meu concerto contigo é, e serás o pai de uma multidão de nações." (Gn 17.4)

Leitura Bíblica em Classe: Gênesis 12.1-3; 17.1-8

Introdução: Missão transculturais envolveu o trabalho do Senhor Jesus Cristo durante todo o seu ministério, escolhendo e preparando discípulos para propagar, propalar e estabelecer o seu evangelho assim que completasse a sua missão salvífica e fosse elevado aos céus. A visão passada pelo Senhor exigia esforço em alcançar outras nações, raças, povos e culturas que nunca ouviram a mensagem do Evangelho. Assim, entendemos que missão transculturais implica no esforço de cruzamento de barreiras culturais, linguísticas e geográficas para anunciar o amor de Deus com aqueles que não o conheciam. Observamos na própria natureza de Deus a origem das missões transculturais, já na chamada de Abraão, o qual seria seu instrumento para fazer o seu nome conhecido dentre os povos. Tudo isso envolve o amor de Deus que ama a todos independentes de sua cultura ou origem. Tanto que a maior demonstração do amor de Deus foi quando deu o seu Filho unigênito, Jesus Cristo, para fazer único sacrifício suficiente para libertar o homem do pecado, em todos os tempos.

1. MISSÕES TRANSCULTURAIS NO CHAMADO DE DEUS

Gênesis 12.1 - Ora, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua terra, e da tua parentela, e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei.

As ordens divinas a Abrão são determinantes, sem apresentar razões que motivam a separação da sua parentela, o qual não esboçou nenhuma reação ou questionamento. Simplesmente Abrão fez algo que é uma grande virtude diante do Senhor, a qual é a obediência. Abrão era um homem próspero para os padrões da época, possuidor de animais, como ovelhas e camelos, sendo, portanto, um mercador que tanto vendia, como comprava esses animais. Dessa forma ele trocou o certo pelo incerto, mas pela fé confiava que o que parecia incerto, é que era o certo.

2. MISSÕES TRANSCULTURAIS NA PROMESSA DE DEUS

Gênesis 12.2 – E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei, e engrandecerei o teu nome, e tu serás uma bênção.

Essa ordem divina é associada com promessas verbalizadas como “farte-ei uma grande nação, te abençoarei e te engrandecerei. A condicional de Deus para Abrão foi à separação para que as promessas se cumprissem na sua vida. Na sua obediência, ele foi se separando, passo a passo, da sua terra, dos seus pais, dos seus parentes e mais adiante do seu sobrinho Ló, quando começou a ser um transtorno, das tendências mundanas, das vocações carnais, até abandonar tudo e ficar sozinho diante de Deus. Lucas 14.26 Se alguém vier a mim, e não aborrecer a pai e mãe, a mulher e filhos, a irmãos e irmãs, e ainda também à própria vida, não pode ser meu discípulo.   

3. MISSÕES TRANSCULTURAIS NAS BENÇÃOS DE DEUS

Gênesis 12.3 - E abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.

Abrão seria um canal de bênçãos para os outros, mas essas bênçãos estariam relacionadas pelo modo como o tratassem. Assim, Deus seria abençoador para quem abençoasse Abrão o ajudando, mas para quem fosse contra ele e o amaldiçoasse, seria severamente castigado. A promessa foi de caráter mundial, que envolvia a graça divina e bênção para muitas nações. Como por meio de Cristo, somos espiritualmente da descendência de Abraão, todos os que nos abençoarem serão abençoados e aqueles que nos amaldiçoarem serão amaldiçoados. Isso passa imperceptível aos nossos olhos, pois não amaldiçoamos ninguém, porém a palavra se cumpre naqueles que assim o fazem.

4. MISSÕES TRANSCULTURAIS EXIGE SUBMISSÃO COMPLETA A DEUS

Gênesis 17.1 - Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o Senhor a Abrão e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso; anda em minha presença e sê perfeito.

Tendo passado cerca de treze anos que Deus prometera um filho a Abraão e nado havia acontecido quanto a isso, certamente isso o deixava triste e desesperançado. Assim, por insistência de Sara, sua mulher, Abraão aceitou coabitar com a sua serva Agar, para gerar um filho, o qual foi um transtorno, isso porque ele que quis passar a frente de Deus. Mas Deus não tinha se esquecido da sua promessa, como também nunca esquece. Mesmo em tais circunstâncias precipitadas, Deus sempre com a sua ternura ainda ordena para andar na sua presença e ser perfeito, procurando aguardar sempre o tempo de Deus, o qual não é o nosso.  

5. MISSÕES TRANSCULTURAIS EXIGE CRER  NO DEUS QUE PROMETE.

Gênesis 17.2 - E porei o meu concerto entre mim e ti e te multiplicarei grandissimamente.

Nossa submissão tem que ser completa, a nossa fé tem que ser inabalável e firme naquele que promete, pois fiel é o que prometeu. É sem precipitações que devemos esperar no Senhor, porque é só assim que Ele irá cumprir a sua aliança que resultará em coisas grandiosas para nós. Nessa aliança está incluída a frutificação; a salvação de nossos familiares, a herança prometida e o aumento significativo da nossa espiritualidade. Cuida das coisas do meu reino, diz o Senhor, que cuido dos seus.

6. MISSÕES TRANSCULTURAIS EXIGE FÉ EM DEUS E NA SUA ALIANÇA

Gênesis 17.3 - Então, caiu Abrão sobre o seu rosto, e falou Deus com ele, dizendo: Gênesis 17.4 - Quanto a mim, eis o meu concerto contigo é, e serás o pai de uma multidão de nações. Gênesis 17.5 - E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai da multidão de nações te tenho posto.

Gênesis 13.16 E farei a tua semente como o pó da terra; de maneira que, se alguém puder contar o pó da terra, também a tua semente será contada. Gênesis 15.5 Então o levou para fora, e disse: Olha agora para o céu, e conta as estrelas, se as podes contar; e acrescentou-lhe: assim será a tua descendência.  Hebreus 11:12 Sendo assim, daquele homem, já sem virilidade, nasceu uma descendência tão numerosa como as estrelas, e incontável como os grãos de areias do mar. A promessa de Deus a Abraão indica dois povos como segue: estrelas, um povo que irá habitar nas regiões celestiais, ou seja, todos os salvos da antiga aliança e todos os salvos da nova aliança que é a igreja. Um povo como as areias do mar indica o povo de Israel que terá outra oportunidade de salvação no período da grande tribulação e ficará sob o reino de Cristo no milênio. Portando, estrelas, um povo celestial, areias do mar, um povo terreno.

7. MISSÕES TRANSCULTURAIS E A REPRODUTIVIDADE ESPIRITUAL.

Gênesis 17.6 - E te farei frutificar grandissimamente e de ti farei nações, e reis sairão de ti. Gênesis 17.7 - E estabelecerei o meu concerto entre mim e ti e a tua semente depois de ti em suas gerações, por concerto perpétuo, para te ser a ti por Deus e à tua semente depois de ti. Gênesis 17.8 - E te darei a ti e à tua semente depois de ti a terra de tuas peregrinações, toda a terra de Canaã em perpétua possessão, e ser-lhes-ei o seu Deus.

Abraão, pai de uma multidão, o que significa que muitas nações procederiam dele. Primeiramente, Deus deu a Israel a responsabilidade de fazê-lo conhecido entre as nações existentes na época. E para que os povos dessas nações crescem no testemunho deles, Deus os abençoou com muitas riquezas, o que era uma forma de atraí-los para si. Porém, ao longo do tempo, Israel sempre se manteve exclusivista, não cumprindo a vontade de Deus. Israel falhou não cumprindo as ordens do Senhor, o qual enviou seu Filho Jesus para fazer o que eles não fizeram. Encerrada essa aliança, Jesus no pós-cruz estabeleceu outra, a aliança da graça, através do seu sangue derramado na cruz. Com a inauguração da igreja no pentecoste coube a igreja a responsabilidade de fazer o que Israel não fez, o qual é anunciar o seu nome para todos os povos da terra, através do evangelho cujo conteúdo é Cristo, com a mensagem da justificação pela fé. Para Israel que falhou na sua missão, eles terão outra oportunidade, mas em circunstâncias terríveis que enfrentarão na grande tribulação e entre eles se salvarão aqueles que o aceitarem e resistirem a todos os sofrimentos e perseguições impostas pelo anti-cristo. Sob o reino de Cristo no milênio, eles voltarão a ser uma grande nação. Essa oportunidade que terão é porque foi estabelecido um pacto entre Deus e Abraão. Porém, quanto a igreja, não haverá outra oportunidade após o arrebatamento, pois os portais dos lugares celestiais se abrirão somente para os fiéis e se fecharão para os infiéis que foram negligentes no seu testemunho cristão, com também omissos em testificar e anunciar Cristo como o único e suficiente salvador.

Pastor Adilson Guilhermel