Anúncios

Translate

FAÇA PARTE DESSE PROJETO MISSIONÁRIO

É importante apoiarmos iniciativas que contribuem para a propagação da Palavra de Deus. Esta obra, em particular, tem sido muito importante, pois visa dar subsídios da Lição Bíblica para a Escola Biblica Dominical. Sinto-me feliz em poder fazer a minha parte para ajudar esta obra a alcançar seus objetivos. Faça parte desta obra e ajude a espalhar a Palavra de Deus! Caso queira contribuir com uma oferta use PIX Cel. 997518304 . It is important that we support initiatives that contribute to the spread of the Word of God. This work, in particular, has been very important, as it aims to provide information on the Bible Lesson for the Sunday School. I feel happy to be able to do my part to help this work achieve its goals. Be part of this work and help spread the Word of God! If you want to contribute to an offer, use PIX Cel. 997518304 .

Contributions to this missionary work

https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=NNAE7UM5Y5MDN

LIÇÃO 14 - MISSÕES E A VOLTA DO SENHOR JESUS

LIÇÃO 14 - MISSÕES E A VOLTA DO SENHOR JESUS

Texto Áureo: “E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.” (Mt 24.34)

Leitura Bíblica em Classe: Mateus 24.3-14

Introdução: Desde os primórdios da igreja inaugurada no dia do Pentecoste, missões sempre esteve ligada a volta do Senhor Jesus. Os mensageiros do evangelho anunciavam tanto a salvação em Cristo, como também anunciavam sobre a sua vinda. O evangelho do reino é uma mensagem central do ministério de Jesus, onde se proclama de que o reino está aqui, e que Jesus é o rei deste reino. Evangelho significa boas novas e através dessa mensagem o Espírito Santo está agindo no mundo para trazer justiça, paz e amor. Este reino que anunciamos tanto ele é presente com a igreja, como também é futuro, onde Israel e nações da descendência de Abraão terão a oportunidade de serem salvos na grande tribulação. São esses que estarão sob o reino de Cristo no milênio, desde que o aceitem como o seu salvador no período da grande tribulação.

 

1. PRIMEIRO SINAL, O ESPÍRITO DE ENGANO AGINDO NA IGREJA.

Mateus 24.3 - E, estando assentado no monte das Oliveiras, chegaram-se a ele os seus discípulos, em particular, dizendo: Dize-nos quando serão essas coisas e que sinal haverá da tua vinda e do fim do mundo? Mateus 24.4 - E Jesus, respondendo, disse-lhes: Acautelai-vos, que ninguém vos engane, Mateus 24.5 - porque muitos virão em meu nome, dizendo: Eu sou o Cristo; e enganarão a muitos.

Por algum tempo os discípulos tinham em mente que o reino de Deus ia aparecer imediatamente. O estado de espírito dos discípulos estava voltado para o imediatismo, o que seria no dia seguinte, ou um dia depois, mas não podiam imaginar que essa fala de Jesus indicava o tempo Kairos (tempo de Deus) e não o tempo Chronos (tempo do homem). Porém, os pensamentos do homem não são os pensamentos de Deus, nem os pensamentos de Deus são os pensamentos dos homens. Os discípulos esperavam os estágios finais da obra de Cristo naquele tempo onde tudo se finalizaria com Jesus derrotando os romanos e assumindo o governo em Jerusalém. Jesus não assumirá o governo só em Jerusalém, mas sim o governo mundial, sem a presença de Satanás e seus anjos caídos, durante o período de mil anos. Mesmo depois da morte e ressurreição, os discípulos ainda estavam na mesma expectativa cm relação a sua vinda. Isto porque, com a sua ressurreição, provou que a morte não tinha poder sobre Ele e que tendo esse poder seria a hora de proclamar-se rei, destruir seus inimigos, e inaugurar o Seu Reino. Com essa mentalidade que eles tinham fica claro que os discípulos ainda tinham muito que apreender sobre a vinda do Senhor Jesus. O fim do mundo acontecerá? É certo que vai, mas não o mundo geográfico e sim o mundo dos pecadores que não se renderam a Cristo, com isso a humanidade após o arrebatamento, só terão sete anos de vida sobre a face da terra, pois no final todos terão sido mortos. É quando o Senhor inaugurará o seu reino com os salvos da grande tribulação, os quais serão Israel e os povos da promessa de Deus a Abraão. Quanto aos falsos profetas, já é algo que existe desde os primórdios da igreja e com mais intensidade em nossos dias, os quais se introduziram no meio evangelho e conduzindo descaradamente os incautos com heresias absurdas.

2. SEGUNDO SINAL, HAVERÁ GUERRAS E RUMORES DE GUERRAS.

Mateus 24.6 - E ouvireis de guerras e de rumores de guerras; olhai não vos assusteis, porque é mister que isso tudo aconteça, mas ainda não é o fim. Mateus 24.7 - Porquanto se levantará nação contra nação, e reino contra reino, e haverá fomes, e pestes, e terremotos, em vários lugares. Mateus 24.8 - Mas todas essas coisas são o princípio das dores.

A primeira predição sobre os enganadores já está em plena evidência. Na segunda predição sobre guerras, ela já tem acontecido através dos tempos, sendo que em nossos dias tem se intensificado e a situação tem ficado preocupante. Vemos guerras em andamento e outras com vários países se ameaçando, o que pode desencadear mais conflitos somando os que já têm. Seguindo a analogia de dores do parto, é uma implicação de que os conflitos vão aumentar em número e intensidade, prenunciando com mais força, que o retorno de Cristo para arrebatar a sua igreja está cada vez mais próximo. Não é o caso de ficarmos assustados, isto porque é o plano de Deus em pleno desenvolvimento conforme a sua vontade.

3. TERCEIRO SINAL, PERSEGUIÇÃO RELIGIOSA EM TODO TEMPO.

Mateus 24.9 - Então, vos hão de entregar para serdes atormentados e matar-vos-ão; e sereis odiados de todas as gentes por causa do meu nome. Mateus 24.10 - Nesse tempo, muitos serão escandalizados, e trair-se-ão uns aos outros, e uns aos outros se aborrecerão.

Jesus fala aqui de perseguição, o que mostra que a sua profecia,  não visam somente a destruição de Jerusalém, mas que teriam uma continuidade sobre os missionários cristãos. Ao tempo dos primórdios da igreja muitas perseguições já estavam ocorrendo. Estevão foi morto, como também Tiago. Pedro e os demais apóstolos foram forçados a fugir de Jerusalém, mas isso estava nos propósitos de Deus, a fim de que a mensagem do evangelho se espalhasse por todo o mundo. Os cristãos passaram a ser odiados por toda parte através dos religiosos de Jerusalém, o que ocasionou a morte de muitos cristãos pelas mãos dos judeus e romanos. Embora não haja perseguições em nossos tempos com aquela intensidade daqueles tempos, não quer dizer que elas não existem, muito pelo contrário, em todo tempo haverá perseguições contra os cristãos, pois com Satanás agindo não tem trégua. A grande perseguição contra os cristãos por parte dos imperadores romanos se estendeu até o século 300 d.C. quando assumiu o governo de Roma, o imperador Constantino. Em tempos de perseguição já em nossos dias, devido à multiplicação da iniquidade no meio cristão, levando muitos a esmorecer na fé. A introdução da multiplicidade de heresias através dos mercenários da fé tem sido uma arma que Satanás usa para levar o crente para a visão materialista, se afastando da visão espiritualista.

4. QUARTO SINAL, LEVANTAR-SE-AO MUITOS FALSOS PROFETAS.

Mateus 24.11 - E surgirão muitos falsos profetas e enganarão a muitos. Mateus 24.12 - E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos se esfriará. Mateus 24.13 - Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo. Mateus 24.14 - E este evangelho do Reino será pregado em todo o mundo, em testemunho a todas as gentes, e então virá o fim.

As heresias desviam os cristãos das leis espirituais do cristianismo. A iniquidade explícita no meio evangélico leva muitas pessoas em uma escala gradual ao desaparecimento do amor fraternal. Perseverar é a palavra de ordem, para o cristão alcançar a salvação definitiva. É preciso entender que não existe uma vez salvo é salvo para sempre, pois isso é uma falácia absurda e diabólica. A justificação é um ato de Deus, levando a um processo que é a salvação. Portanto, nós estamos na condição de salvo, como filhos adotivos, até atingirmos quando formos para a glória a filiação definitiva, onde alcançaremos o privilégio de sermos filhos de Deus. Entendendo que estamos numa caminhada rumo a glória celestial, e que nessa caminhada Satanás fará de tudo a fim de nos parar e para que isso não aconteça é necessário perseverarmos até o fim da nossa caminhada missionária nesse plano terreno.

Um grande alerta está a seguir: Mateus 24:32-34. ³² Aprendei, pois, esta parábola da figueira. Quando já os seus ramos se tornam tenros e brotam folhas, sabeis que está próximo o verão. ³³ Igualmente, quando virdes todas estas coisas, sabei que ele está próximo, às portas. ³ Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas estas coisas aconteçam.

A figueira é Israel e, em 1948, por uma resolução da ONU, foi proclamado como Estado. A figueira floresceu. Já deu os seus ramos, a figueira se ramificou em 1966 na guerra de seis dias derrotando as nações árabes. Próximo o verão, se trata da grande tribulação e Jesus está às portas para levar a sua igreja antes. Não passará esta geração. Considerando que a duração de vida é de setenta a oitenta anos e de 1948 até 2018 chegou-se aos 70 anos, mas pela longanimidade de Deus pode chegar um pouco mais. Portando somos a geração da figueira e não passará esta geração antes que todas essas coisas aconteçam. Portanto, não podemos prever dias para isso, mas podemos dizer que estamos no tempo da vinda de Jesus.

 Pastor Adilson Guilhermel