Anúncios

Translate

FAÇA PARTE DESSE PROJETO MISSIONÁRIO

É importante apoiarmos iniciativas que contribuem para a propagação da Palavra de Deus. Esta obra, em particular, tem sido muito importante, pois visa dar subsídios da Lição Bíblica para a Escola Biblica Dominical. Sinto-me feliz em poder fazer a minha parte para ajudar esta obra a alcançar seus objetivos. Faça parte desta obra e ajude a espalhar a Palavra de Deus! Caso queira contribuir com uma oferta use PIX Cel. 997518304 . It is important that we support initiatives that contribute to the spread of the Word of God. This work, in particular, has been very important, as it aims to provide information on the Bible Lesson for the Sunday School. I feel happy to be able to do my part to help this work achieve its goals. Be part of this work and help spread the Word of God! If you want to contribute to an offer, use PIX Cel. 997518304 .

Contributions to this missionary work

https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=NNAE7UM5Y5MDN

LIÇÃO 10 - O DESAFIO DA JANELA 10/40

 

LIÇÃO 10 - O DESAFIO DA JANELA 10/40

TEXTO ÁUREO: “E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo houvera sido nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio.” (Rm 15.20)

LEITURA BÍBLICA EM CLASSE: Efésios 6.10-20

Introdução: A janela 10/40 é uma região geográfica que abrange a África, a Ásia e o Oriente Médio. São regiões que envolvem um dos maiores desafios missionários do mundo, pois algumas delas são hostis ao evangelho de Cristo, o que faz com que a maioria desses povos ainda não foram alcançados pelas boas novas da salvação. Levar o evangelho a essas nações não é uma tarefa fácil, visto que muitas delas proíbem, como também punem com rigor, com até mesmo a pena de morte, a quem se aventuram em anunciar o evangelho as suas populações. É conhecido haver algumas Agências missionárias, com destaque a Missão Portas Abertas, que a década mesmo enfrentando todos os perigos corajosamente fazem um grande trabalho missionário nesses lugares. Entendendo que o trabalho missionário já está sendo realizado por várias agências missionárias, cabendo a nós, é contribuir com recursos, mas principalmente com muita oração por estes que estão nesse trabalho. Nesta batalha espiritual que esses bravos missionários enfrentam a cada dia, a igreja de Cristo deve dar a eles uma grande cobertura de oração. Todo cristão deve estar conscientizado de que estamos em constante luta contra o mal e se quisermos prevalecer contra esse mal, precisamos ser puros e santos, e, principalmente, devemos dedicar-nos à oração. Para prevalecer nesta guerra precisamos usar diligentemente a arma de toda oração e súplica por todos os santos. A obra que realmente importa, não é a que fazemos para Cristo, mas sim a que Cristo realiza por meio de nós. O critério de propagar; propalar e estabelecer novos campos são uma característica da melhor forma de trabalho. É realmente coisa de mente mesquinha, ou pobre, a igreja que se beneficia do trabalho dos outros, mas não tem poder para conseguir convertidos do mundo. Esse é um exemplo que o apóstolo Paulo deixou para a igreja, a qual é não ir pregar em lugares que já tinham, ou estavam feitos o trabalho missionário. Hoje se observa em vários lugares denominações sendo abertas uma ao lado da outra, ou na mesma rua, ou na mesma vizinhança, fazendo concorrência uma com a outra.

1. NOSSA LUTA É CONTRA DEMÔNIOS SOBRE OS QUAIS SATANÁS CONTROLA.

10 – No demais, irmãos meus, fortalecei-vos no Senhor e na força do seu poder. 11 - Revesti-vos de toda a armadura de Deus, para que possais estar firmes contra as astutas ciladas do diabo; 12 - porque não temos que lutar contra carne e sangue, mas, sim, contra os principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais.

Todo cristão que milita na causa do reino necessita da força derivada de Deus, pois de nós mesmos não temos força alguma para lutar com esses poderes das trevas. A força e o poder de Deus são as armas disponíveis que Ele nos dá para estar batalhando nesta caminhada de fé. O apóstolo Paulo usa a metáfora de uma armadura para descrever as armas que nós cristãos precisamos para vencer o Diabo, o grande inimigo da nossa alma. A exortação do apóstolo teve a finalidade de conscientizar os cristãos para darem crédito em relação a uma luta diária que enfrentamos, a qual não é carnal, mas sim espiritual e contra um inimigo que não é fictício, mas totalmente real. 

2. NESSA LUTA CONTRA O MAL, DEUS NÃO MANDA NINGUÉM DESARMADO.

13 - Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes. 14 - Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça, 15 - e calçados os pés na preparação do evangelho da paz; 16 - tomando, sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno. 17 - Tomai também o capacete da salvação e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus,

A armadura de Deus é composta por seis peças, não no sentido literal, mas sim espiritual e podemos descrever a finalidade de cada peça dessa armadura, pois quem não está revestido com ela, não tem nenhuma chance de vencer os seres das trevas. O cinto da verdade: representa a verdade de Deus, o qual é a Sua palavra, a qual nos dá segurança e estabilidade. Lembrando que para viver essa verdade, essencialmente envolve fé e, a fé vem pelo ouvir e ouvir a palavra de Deus.

A couraça da justiça: representa a justiça de Deus, que nos protege do julgamento do diabo. Nenhum soldado entraria numa batalha sem estar com esta peça, que protegia os órgãos vitais. A justiça é uma defesa importante, ao mostrar que estamos justos diante de Deus e um dos ardis de Satanás e se opor aos que levam uma vida justa. Podemos enfrentá-lo devido à justiça que nos é conferida através da nossa fé em Cristo.

Os sapatos da paz: representam a paz de Deus, que nos dá força para enfrentar as adversidades. Podemos permanecer firmes em paz mesmo em batalhas travadas contra o inimigo com a certeza de que, quem está em nós é mais poderoso do que ele.

O escudo da fé: representa a fé em Deus, que nos protege dos ataques do diabo. O escudo da fé significa a nossa total confiança em Deus e sendo dependentes dEle, sempre realizando a Sua vontade. Crendo sempre que se o inimigo atirar suas flechas flamejantes para nos tentar, podemos sempre levantar a nossa bandeira de fé para neutralizá-lo.

O capacete da salvação: representa a salvação em Cristo, que nos dá esperança para o futuro. Uma das armas do inimigo para atacar um crente é lançar pensamentos pecaminosos, para colocar dúvidas em nosso coração, sabendo a dúvida é uma inimiga da fé.

A espada do Espírito: representa a Palavra de Deus, a qual é nossa arma mais poderosa contra o diabo. A espada é uma arma ofensiva para ser usada na batalha espiritual contra o inimigo. Jesus usou quando sofreu as três tentações no deserto, desarmando totalmente as investidas de Satanás. Devemos usar essa arma sempre que necessário, por ser com ela que nos defenderemos de todas as tentações de Satanás.

3. QUEM ESTÁ NA LINHA DE FRENTE CONTA COM OS DA RETAGUARDA.

18 - orando em todo tempo com toda oração e súplica no Espírito e vigiando nisso com toda perseverança e súplica por todos os santos 19 - e por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho, 20 - pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar.

Para que a espada do Espírito seja eficaz devemos também orar em todo o tempo com toda oração e súplica no Espírito. Orar no Espírito estreita uma comunhão com Ele, a qual é essencial, pois a sua presença em nossas orações é necessária para que ela chegue ao trono da glória de Deus. O Espírito nos ajuda com gemidos inexprimíveis, para termos acesso ao trono da graça. É através da participação do Espírito que a nossa comunicação com Deus se torna eficaz, por ser o Espírito que traz a resposta do que pedimos. Tem muito crente que não leva essas coisas a sério pela sua ignorância, ou por falta de conhecimento bíblico. Jesus disse que erram por não conhecerem as escrituras e que não conhece não tem condições de enfrentar as entidades malignas. O inimigo nunca dá tréguas em relação aos filhos de Deus que militam na causa do reino de Deus. Dessa maneira, todos os cristãos precisam estar revestidos dessa armadura, a qual é composta de características espirituais pessoais, para orar por todos os santos que estão em várias partes do mundo precisando e contando com as nossas orações. Paulo, o apóstolo missionário, estando preso, carecia das orações dos santos, para que mesmo preso, as palavras não ficasse presa. Os resultados das orações pedidas por ele foram notórios pelas cartas, que foram escritas na prisão em que estava. O poder da oração agiu naquele lugar, onde embora estivesse preso, ele pode receber os seus obreiros, como também falar com toda liberdade o mistério do evangelho.

Pastor Adilson Guilhermel