Anúncios

Translate

FAÇA PARTE DESSE PROJETO MISSIONÁRIO

É importante apoiarmos iniciativas que contribuem para a propagação da Palavra de Deus. Esta obra, em particular, tem sido muito importante, pois visa dar subsídios da Lição Bíblica para a Escola Biblica Dominical. Sinto-me feliz em poder fazer a minha parte para ajudar esta obra a alcançar seus objetivos. Faça parte desta obra e ajude a espalhar a Palavra de Deus! Caso queira contribuir com uma oferta use PIX Cel. 997518304 . It is important that we support initiatives that contribute to the spread of the Word of God. This work, in particular, has been very important, as it aims to provide information on the Bible Lesson for the Sunday School. I feel happy to be able to do my part to help this work achieve its goals. Be part of this work and help spread the Word of God! If you want to contribute to an offer, use PIX Cel. 997518304 .

Contributions to this missionary work

https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=NNAE7UM5Y5MDN

LIÇÃO 08 - TRANSGÊNERO - QUE TRANSREALIDADE É ESSA

LIÇÃO 08 - TRANSGÊNERO - QUE TRANSREALIDADE É ESSA

Texto Áureo: “Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.” (Gn 2.24)

Leitura Bíblica em Classe: Gênesis 2.7,18-25

Introdução: Quando o coração se afasta da presença purificadora de Deus, torna-se uma porta aberta para toda imundícia sexual pervertida em todos os sentidos. Com todos os juízos que Deus impôs para frear essa prática e não surtiram efeitos, não significa que isso continuará para sempre. Todas essas abominações que se estenderam por quase todo o mundo, estão caminhando para o fim no pós parousia. Isso se dará após a igreja já ter sido transladada, quando o juízo divino virá e toda população mundial estará debaixo desse evento, o qual não haverá como escapar, com exceção do povo da promessa que é Israel que está destinado ao reino milenar de Cristo. Deus está desejoso em receber a todos que venham a Ele com fé, independente do seu passado, ou do seu presente, que tenham qualquer opção na parte sexual. É fundamental respeitar e apoiar essas pessoas trans dando suporte espiritual através do Evangelho, porque são almas tão preciosas para Deus, como todas as outras. Como cristãos não devemos atacar, discriminar, zombar ou dirigir qualquer tipo de ofensa, mas sim tratá-las com respeito e toda mansidão do espírito testificando do Deus, que salva, liberta e abre o caminho do céu para todos os que se convertem a Ele.  

1. O SEXO ERA PARA SER PURO, MAS O HOMEM TORNOU IMPURO.

7 - E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.

Deus é o oleiro que formou o homem, dando-lhe seu formato, usando o pó da terra umedecido para com toda habilidade moldar conforme o seu desígnio. Entendemos que Deus usou o barro para frisar a debilidade humana. Não usou rochas, minérios ou metal e sim o pó da superfície da terra, tão leve que o vento pode derrubar. Até então após moldado, era um boneco de barro que precisava ser animado, para tornar-se um ser vivo, já totalmente dotado com o que era necessário para a vida biológica, com total condição de reproduzir outras vidas, não mais pelo barro. O sopro da vida foi dado por Deus gerando naquele ser inerte o espírito que é realmente o que o homem é, ou seja, um ser material e imaterial.  

18 - E disse o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma adjutora que esteja como diante dele.

O amor de uma mulher é o melhor presente de Deus para o homem. Sem a mulher amada, toda a exuberância do que era formado o Éden, não seria caracterizado como um paraíso. O homem precisa de uma companheira idônea; e a mulher da mesma forma precisa de um companheiro idôneo, porque não é bom que o homem viva só, como também não é bom que a mulher viva só. O fato de o homem estar só, não era bom, porque isolamento é prejudicial. Para o aspecto da criação se tornar satisfatório em relação ao homem, Deus já tinha nos seus desígnios fornecer ao homem uma adjutora que esteja diante dele, sendo alguém que lhe auxiliasse e lhe correspondesse, alguém adequada para ele.  

19 - Havendo, pois, o Senhor Deus formado da terra todo animal do campo e toda ave dos céus, os trouxe a Adão, para este ver como lhes chamaria; e tudo o que Adão chamou a toda a alma vivente, isso foi o seu nome.

Deus deu a Adão uma real supremacia, quando lhe outorgou o direito de dar nomes aos animais, designando-lhes nomes sugeridos por alguma peculiaridade ou característica. Adão soube discernir a natureza de cada animal e dar um nome certo, como também distinguindo que havia o animal macho e o animal fêmea e nenhum dentre os animais poderia ser uma adjutora que estivesse como diante dele. Como ele exercia o domínio sobre os animais, estes vinham docilmente diante de Adão, e ele lhes dava o nome. Como os animais apareciam aos pares, ou seja, macho e fêmea, Adão se viu sozinho e queria assim como os animais ter uma fêmea para formar um par com ele.  

20 - E Adão pôs os nomes a todo o gado, e às aves dos céus, e a todo animal do campo; mas para o homem não se achava adjutora que estivesse como diante dele.

Adão soube discernir a natureza de cada animal e dar um nome certo, com também distinguindo que havia animal macho e animal fêmea e que nenhum dentre os animais poderia ser uma adjutora que estivesse como diante dele. Ele pode observar os animais machos copulando com as suas fêmeas, como também passado algum tempo depois da cópula as fêmeas emprenhando e tendo seus filhotes e isso o deixava incomodado.  Deus propôs tirar Adão dessa solidão preparando uma companheira para ele, colocando tudo em ordem na situação.

21 - Então, o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre Adão, e este adormeceu; e tomou uma das suas costelas e cerrou a carne em seu lugar.

Adão tinha poder e autoridade, como o governante da terra, mas o que representava tudo isso sem o amor de uma mulher que fosse sua adjutora. Eva, portanto, foi lhe dada para completar a sua felicidade, pois não é bom que o homem viva só. Deus evitou que Adão no processo de formação da mulher sofresse uma dor desnecessária, fazendo com que ele tivesse um pesado sono, como que anestesiado, para a retirada de uma costela, da qual a mulher seria formada. Deus fechou o corte para a retirada da costela, não deixando nenhuma cicatriz. O que Deus faz sempre é perfeito.

22 - E da costela que o Senhor Deus tomou do homem formou uma mulher; e trouxe-a a Adão. 23 - E disse Adão: Esta é agora osso dos meus ossos e carne da minha carne; esta será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada.

Deus formou a mulher a partir de uma costela de Adão, sendo tirada do seu lado, para andar a seu lado.  Portanto, a mulher não foi criada e sim formada do homem para o homem. Aqui o texto nos mostra a instituição do casamento, o qual é algo relevante, ao ser uma união inseparável instituída por Deus. O desejo sexual foi dado por Deus para o casal poder se relacionar com o propósito principal da multiplicação da raça humana. Ao contrário dos animais que só copulam para procriarem, Deus permitiu no caso do homem que esse desejo não fosse só para a procriação como os animais, mas para que eles pudessem ter uma vida sexualmente prazerosa. Assim o desejo sexual faz parte da instituição humana, o problema é que o ser humano perverte tudo, tanto homens como mulheres.  

24 - Portanto, deixará o varão o seu pai e a sua mãe e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne.

Quando homem e mulher se unem em uma só carne, pelos laços matrimoniais estão formando uma nova família, rompendo os laços com a antiga família, fundamental para a nova família ter garantia de sucesso. Aqui não está falando em abandonar pai e mãe e sim que o homem e não fique divido entre mãe e mulher, o que pode trazer conflitos que não proporcionarão um alicerce familiar forte. Qualquer homem quando se casa tem apenas a sua mulher, o restante vira apenas parentes que podem ser visitados esporadicamente.

25 - E ambos estavam nus, o homem e a sua mulher; e não se envergonhavam.

Ambos não tinham nenhum sentimento de maldade, visto que ainda sem pecado estavam no estado de inocência. Então essa nudez entre ambos sugere a impecabilidade, a qual declinou após a queda quando o pecado da desobediência a um mandamento do Senhor entrou na vida do casal do Éden. Com pecado entrando na vida de ambos, toda procriação vindo deles já nasciam com a natureza pecaminosa. Caim sendo banido para outro lugar gerou filhos e principalmente filhas e Sete que invocava o nome do Senhor teve filhas e principalmente filhos. Estes que se encantaram com as filhas da geração de Caim certamente por serem mais sedutoras entrando os filhos da geração de Sete em jugo desigual com as filhas da geração de Caim. Principiou-se assim o alastramento do pecado por todo o período diluviano, até Deus destruir a todas essas gerações, poupando apenas Noé e sua família no dilúvio. Posteriormente, já no período patriarcal, o pecado em Sodoma havia se disseminado naquela cidade, onde havia a prática da sodomia abertamente com a relação sexual entre homens, o que é condenável pelas escrituras sagradas. Quando foi promulgada a lei por Moisés, esta prática passou a ser um pecado imputado e a penalidade era a morte por apedrejamento. Mesmo com todas essas manifestações da ira divina impondo os seus juízos na tentativa de refrear esta prática não houve êxito, muito pelo contrário ela se expandiu de uma maneira incontrolável. Tanto que Deus já na Nova Aliança não impôs mais juízos como está escrito na Bíblia: Romanos 1:26-28 - ²⁶ Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. ²⁷ E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si a recompensa que convinha ao seu erro. ²⁸ E, como eles não se importaram de ter conhecimento de Deus, assim Deus os entregou a um sentimento perverso, para fazerem coisas que não convêm; - Isso deveria tocar o coração do homem, procedendo da obra de Deus na natureza e na consciência. Não é que não tenham conhecimento, mas é que se recusam a colocar Deus em seu conhecimento. Desse modo são envolvidos em densa escuridão que oculta deles a presença divina. Preferem ficar numa escalada descendente, sem nada que possa detê-la. Descem rapidamente de um degrau para o outro com um abismo chamando outro abismo em direção às trevas profundas.    

 

Pastor Adilson Guilhermel