Anúncios

Translate

FAÇA PARTE DESSE PROJETO MISSIONÁRIO

É importante apoiarmos iniciativas que contribuem para a propagação da Palavra de Deus. Esta obra, em particular, tem sido muito importante, pois visa dar subsídios da Lição Bíblica para a Escola Biblica Dominical. Sinto-me feliz em poder fazer a minha parte para ajudar esta obra a alcançar seus objetivos. Faça parte desta obra e ajude a espalhar a Palavra de Deus! Caso queira contribuir com uma oferta use PIX Cel. 997518304 . It is important that we support initiatives that contribute to the spread of the Word of God. This work, in particular, has been very important, as it aims to provide information on the Bible Lesson for the Sunday School. I feel happy to be able to do my part to help this work achieve its goals. Be part of this work and help spread the Word of God! If you want to contribute to an offer, use PIX Cel. 997518304 .

Contributions to this missionary work

https://www.paypal.com/donate/?hosted_button_id=NNAE7UM5Y5MDN

LIÇÃO 01 - A ORIGEM DA IGREJA

LIÇÃO 01 - A ORIGEM DA IGREJA

Texto Áureo: “E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.” (At 2.38)

Leitura Bíblica em Classe: Atos 2.1,2; 37,38

Introdução: Profeticamente Israel é descrito de ser uma nação dentre outras nações, para ser um povo exclusivo e uma nação santa, ou seja, um tipo de igreja. No Antigo Testamento Israel é citado com uma congregação, o que traduzido é chamada ekklezia, o que significa; chamados para fora, isto é, chamados para fora do mundo, para formarem o grande corpo espiritual cuja cabeça é Cristo. O que seria esse tipo de igreja, evidentemente judaica, por ter rejeitado a Cristo apareceu então à igreja edificada por Ele, a qual é o antítipo, que significa a revelação do tipo. Em Mateus 16.18 Jesus disse pela primeira vez a palavra igreja: Sobre esta pedra (que é Ele), edificarei a minha (Igreja) e as portas do inferno não prevalecerão sobre ela. Essa é a igreja de Cristo, que começou a existir fisicamente a partir do dia de Pentecoste. Como disse o apóstolo Paulo, a igreja era um mistério oculto pelos séculos, para que pela Igreja, a multiforme sabedoria de Deus seja conhecida dos principados e potestades. A igreja no dia de Pentecoste, não somente foi fundada, mas também foi consagrada pela unção do Espírito Santo, assim como o Tabernáculo após a sua construção foi consagrado com a descida da glória divina, também os primeiros reunidos no cenáculo foram consagrados e revestidos com o batismo com o Espírito Santo, o qual passou a habitar em cada um deles.

1. O BATISMO COM O ESPÍRITO FOI ESSENCIAL PARA A IGREJA.

Atos 2.1 – Cumprindo-se o dia de Pentecostes, estavam todos reunidos no mesmo lugar; Atos 2.2 – e, de repente, veio do céu um som, como de um vento veemente e impetuoso, e encheu toda a casa em que estavam assentados.

Enquanto no templo, os sacerdotes estavam oferecendo os primeiros pães da nova colheita celebrando a festa do Pentecoste, próximo dali num lugar conhecido como cenáculo, o Espírito Santo veio como as primícias para uma nova colheita, que começaria a ser realizada por todos os que fossem revestidos de poder. Subitamente veio um som que foi ouvido por toda cidade. Não havia vento, mas ouviu-se o som de um vento impetuoso e forte. Uma manifestação visível de poder sendo derramado aconteceu quando uns olharam para os outros e viam na cabeça de cada um línguas repartidas como de fogo. E de repente, também, todos tiveram consciência de que estavam sendo atraídos para o Senhor, tendo um forte aumento de intensificação de gozo e poder espiritual.

2. UMA PREGAÇÃO MOVIDA PELO ESPÍRITO CAUSA REFLEXÕES.

Atos 2.37 – Ouvindo eles isto, compungiram-se em seu coração e perguntaram a Pedro e aos demais apóstolos: Que faremos, varões irmãos?

O derramamento do Espírito foi algo sobrenatural e maravilhoso, pois todos os cento e vinte que estavam no cenáculo foram batizados com o Espírito Santo. Era o que faltava para a igreja começar a sua marcha triunfante testificando de Cristo propagando a mensagem do evangelho. Sem esse revestimento, não haveria como a igreja avançar com a mensagem do evangelho, pois era essencial e, é que todos os propagadores da palavra sejam batizados com o Espírito Santo. É preciso entender que alguém para ter os dons espirituais necessariamente deve ser batizado com o Espírito Santo, caso contrário, não receberá os dons espirituais que são as ferramentas necessárias para atuar no cumprimento do Ide de Jesus. Os efeitos desse evento foram visto na vida de Pedro, após ter recebido batismo com o Espírito Santo, ele cheio do poder de Deus entrega uma mensagem com muita ousadia, clareza e poder acompanhada pelo Espírito Santo. Após a prédica de Pedro, cheio do Espírito Santo, que deu a ele sabedoria acabou tocando em quase três mil almas, que agora numa situação constrangedora, disseram; o que faremos varões irmãos? Esses homens estiveram junto com a multidão incitada pelos sacerdotes gritando; crucifica, crucifica, mas ao ouvirem a mensagem de Pedro se compungiram profundamente ao ponto de ficarem sem qualquer ação. Porém isso trouxe uma forte reflexão sobre o que fizeram contra Jesus e, o que Jesus fizera a favor deles naquele momento.

3. A REFLEXÃO MOVIDA NO ESPÍRITO TRAZ ARREPENDIMENTO.

Atos 2.38 – E disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos pecados, e recebereis o dom do Espírito Santo.

Pedro ouviu o que eles falaram em tom de constrangimento, que foi o que faremos varões irmãos, porém Pedro revela a condição para saírem daquele constrangimento, quando diz para eles se arrependerem, o que os libertaria de toda aquela situação que estavam passando. O arrependimento seguido pela aceitação de Cristo como o seu Salvador ocorreria o batismo espiritual, o qual é o batismo da conversão a Cristo, não confundir com o sacramental nas águas, quem vem mais tarde. Já convertidos e com os pecados perdoados também receberiam o dom do Espírito Santo, que é o batismo com o Espírito Santo.

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel