ADSENSE

Inscreva-se no meu canal

Sua Contribuição é muito bem-vinda. Quem semeia colhe.- PIX 997518304

LIÇÃO 04 - PAULO, A VOCAÇÃO PARA SER APÓSTOLO

Texto Áureo: “Paulo, chamado pela vontade de Deus para ser apóstolo de Jesus Cristo.” (1 Co 1.1)

Leitura Bíblica em Classe: Atos 9.15-22; Gálatas 1.11-18

Introdução: Tudo foi pela graça, ele não escolheu Deus e sim Deus o escolheu.  O Saulo que passou a ser Paulo tinha como apóstolo do Senhor, uma preocupação central, tanto na sua vida, como na sua obra, que era pura e simplesmente servir a Jesus. O zelo pela lei que ele tinha anteriormente, se voltou totalmente em defesa do Evangelho do qual não se envergonhava. Paulo não parava de falar sobre o conteúdo do evangelho que é Cristo, porque sem Ele, tudo que dissesse ou fizesse não teria qualquer sentido.  

1. É APÓS A CONVERSÃO QUE OS PROPÓSITOS DIVINOS COMEÇAM A SE REVELAR.
Atos 9.15 - Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis, e dos filhos de Israel. Atos 9.16 - E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome. Atos 9.17 - E Ananias foi, e entrou na casa, e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo.

Coube ao discípulo do Senhor a missão de ir até Saulo e capacitá-lo a receber vista. Saulo é identificado como um vaso escolhido, que significa nessa linguagem figurada como um vaso, que ele seria depositário dos oráculos divinos e dotado dos dons espirituais que o capacitaram para a missão que lhe foi outorgada. Não se sabe mais nada a respeito desse discípulo chamado Ananias, o que podemos entender é de que ele era um cristão, que sabia como ouvir a voz de Jesus, com total disposição de obedecê-la, mesmo cheio de receios a quem foi enviado. Todos eram temerosos quanto a Saulo pelo modo cruel que perseguiu a igreja, mas mesmo assim ele foi enviado e fez o que lhe foi dito, com amor, misericórdia e sabedoria. Ao receber a imposição de mãos por parte de Ananias, Saulo foi batizado com o Espírito Santo, o que era essencial para a sua missão.  

2. A VOCAÇÃO E CAMINHOS SE ESCLARECEM AO ATENDER O CHAMADO DE DEUS.

Atos 9.18 - E logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi batizado. Atos 9.19 - E, tendo comido, ficou confortado. E esteve Saulo alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco. Atos 9.20 - E logo, nas sinagogas, pregava a Jesus, que este era o Filho de Deus. Atos 9.21 - Todos os que o ouviam estavam atônitos e diziam: Não é este o que em Jerusalém perseguia os que invocavam este nome e para isso veio aqui, para os levar presos aos principais dos sacerdotes? Atos 9.22 - Saulo, porém, se esforçava muito mais e confundia os judeus que habitavam em Damasco, provando que aquele era o Cristo.

O operar de Deus continuava dando uma nova visão a Saulo, quando os seus olhos são limpos e recupera a visão, não mais a visão de um homem cruel, mas a visão de um homem totalmente transformado. Entendemos que primeiro recebeu o batismo com o Espírito Santo pela imposição de mãos e a seguir ele foi batizado nas águas para testificar a morte do homem velho e o nascimento do novo homem. Tendo ficado alguns dias com os discípulos, certamente nesse período recebeu alguns esclarecimentos sobre o evangelho, tanto que indo às sinagogas já pregava sobre Jesus, testificando ser Ele o filho de Deus, aquele a qual antes o perseguia. Isso foi apenas uma preliminar da sua iniciação ao apostolado, pois ainda teria que ter um preparo para isso com o próprio Cristo. Quem via Saulo agora convertido e pregando sobre o Cristo que ele perseguia, ficavam atônitos em vê-lo agora como um aliado e discípulo do Senhor, Saulo não se intimidava com isso e nem se deixava abater pelos olhares contrários e prosseguia com determinação em cumprir o seu chamado. 

3. O CRISTÃO DEVE OUSAR SER ELE MESMO NO CENTRO DA VONTADE DE DEUS.

Gálatas 1.11 - Mas faço-vos saber, irmãos, que o evangelho que por mim foi anunciado não é segundo os homens, Gálatas 1.12 - porque não o recebi de homem algum, mas pela revelação de Jesus Cristo. Gálatas 1.13 - Porque já ouvistes qual foi antigamente a minha conduta no judaísmo, como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a assolava. Gálatas 1.14 - E, na minha nação, excedia em judaísmo a muitos da minha idade, sendo extremamente zeloso das tradições de meus pais.

Paulo em suas prédicas não entregava mensagens para dizer o que  as pessoas querem ouvir, como também não procurava a aprovação humana, mas sim a aprovação de Deus. Não era esse o negócio de Paulo, mas sim ser um escravo que obedece com toda fidelidade a voz do seu Senhor, o Cristo. Ele não procurou em momento algum esconder o seu passado e para silenciar os seus críticos, Ele testificou abertamente o que tinha sido como perseguidor da igreja e como foi confrontado na revelação de Cristo, como também os efeitos disso na sua vida. O nosso passado pecaminoso é perdoado em a nossa conversão a Cristo, mas não é esquecido, para que o usemos como testemunho para testificar o poder libertador que Cristo opera em nossas vidas. 

4. TODOS OS SALVOS JÁ FORAM ESCOLHIDOS DESDE O VENTRE DA SUA MÃE. 

Gálatas 1.15 - Mas, quando aprouve a Deus, que desde o ventre de minha mãe me separou e me chamou pela sua graça, Gálatas 1.16 - revelar seu Filho em mim, para que o pregasse entre os gentios, não consultei carne nem sangue, Gálatas 1.17 - nem tornei a Jerusalém, a ter com os que já antes de mim eram apóstolos, mas parti para a Arábia e voltei outra vez a Damasco. Gálatas 1.18 - Depois, passados três anos, fui a Jerusalém para ver a Pedro e fiquei com ele quinze dias.

A palavra cita alguns nomes de personagens bíblicos que foram escolhidos desde o ventre da sua mãe, porém isso não se aplica tão somente a eles, mas a todos nós que da mesma forma também fomos. E isso, assim como Paulo testifica, nós também podemos testificar e essa separação tem em todos uma ocupação a serviço do seu reino a partir do momento que o declaramos como o Senhor da nossa vida. Paulo assim como os demais apóstolos tiveram uma chamada pessoal de Cristo, o que se observa na confirmação de que o Senhor se revelou a ele na estrada de Damasco e que lhe comissionou para ser o pregador dos gentios. Essa separação de Paulo não foi pelo homem, como os apóstolos separaram por conta própria Matias, mas foi uma separação do próprio Cristo, portanto todos os que se intitulam apóstolos não são reconhecidos por Cristo, assim como Matias não foi reconhecido. Assim como os demais apóstolos passaram três anos aprendendo com Cristo, também Paulo além do encontro pessoal com Ele, ficou retirado três anos também aprendendo com o Senhor, para poder estar preparado para a obra a qual foi chamado.


O comentário é elaborado exclusivamente pelo texto bíblico da lição.

Pastor Adilson Guilhermel - Th.m

 

OS LUGARES PONTILHADOS NESTE MAPA MUNDIAL INDICA ONDE O SITE É VISITADO

Translate

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Páginas