Inscreva-se no meu canal

Sua Contribuição é muito bem-vinda. Quem semeia colhe.- PIX 997518304

LIÇÃO 4 - A ATUALIDADE DOS DONS ESPIRITUAIS

 A Atualidade dos Dons Espirituais

Texto Aureo: “Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo.” (1 Co 12.4)

Leitura Bíblica em Classe: 1 Coríntios 12.1-11

Introdução: Quando se fala em diversidade de dons espirituais temos a ideia também de distribuição deles pelo Espírito Santo. Todos os dons espirituais são para serviço do reino e procedem de Deus para serem usados na sua obra redentora entre os homens. Todos os cristãos podem receber dons espirituais, mas eles são condicionais a vocação e a chamada de cada um. Os dons espirituais não são para exibicionismo, pois quem assim procede pode até enganar alguns, mas não está sendo usado pelo Espírito Santo.  

1. Êxtase no Espírito é uma coisa e êxtase em ritos pagãos é outra, não pode haver similaridade. 

1 Coríntios 12.1 - Acerca dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes. 1 Coríntios 12.2 - Vós bem sabeis que éreis gentios, levados aos ídolos mudos, conforme éreis guiados.
As manifestações de poder pelo Espírito no andamento de um culto, os envolvidos nesse culto de maneira alguma perdem o domínio próprio, pois é Jesus, o Senhor, que está no controle. Se estas manifestações privarem a pessoa do seu domínio próprio não vem de Deus. Alguns cristãos da igreja em Coríntios vieram de seitas pagãs, onde as suas práticas cultuais envolviam um frenesi fora do domínio próprio da pessoa dominados por entidades místicas. Essas pessoas que vieram para Cristo, quando nos cultos em que havia manifestações de poder extrapolavam em frenesis com similaridade aos frenesis dos cultos pagãos que praticavam antes da conversão. Essa igreja era rica em dons espirituais, mas havia coisas escandalosas que estavam sendo praticadas, as quais causavam confusões acerca das manifestações de poder. Essa prática tem sido observada em nossos tempos em alguns lugares de cultos, onde os extasis e frenesis tem similaridade com os cultos pagãos. Nesses cultos pagãos eles tocam atabaques e usam roupões brancos para as suas práticas, o que para eles é completamente normal. O que não é normal, é o uso disso visto em alguns movimentos que se dizem pentecostais o que tem provocado escândalos, pois tudo é postado em redes sociais, onde os comentários não são os mais salutares para a igreja. É mister que venham os escândalos, mas ai de quem, os escândalos vêm.
2Os infiltrados diziam Jesus é maldito, mas quem tinha o Espírito Santo dizia Jesus é o Senhor.
1 Coríntios 12.3 - Portanto, vos quero fazer compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus diz: Jesus é anátema! E ninguém pode dizer que Jesus é o Senhor, senão pelo Espírito Santo.
Muitos judeus que não se converteram a Cristo, nutridos por um ódio diabólico contra o Senhor, tornaram-se grandes perseguidores da igreja. Entre eles havia os que eram tidos como exorcistas e mágicos enganando o povo simulando que faziam maravilhas pelo poder de Deus, mas na realidade era pelo poder do Diabo. Eles não reconheciam Jesus como o Messias e mantinham-se fixados em relação ao acontecimento da cruz, o qual eles não entendiam como um sacrifício pelos pecados, mas como uma execução julgada pelo Sinédrio. Como a execução realizada na cruz era para criminosos então eles entendiam que todos os que fossem crucificados, eram considerados como malditos. Como a igreja de Coríntios, embora dotada de vários dons espirituais, quase sempre viviam em conflitos e disputas na questão dos dons promovendo desuniões. Esses conflitos favoreciam a infiltração de judeus com aparência de piedade que se infiltravam  nos cultos como se fizessem parte da membresia. Os cristãos de Coríntios buscavam nos cultos as manifestações de poder, mas quando isso ocorria a questão era como distinguir a manifestação cristã da manifestação pagã, pois havia esses que tinham Jesus como maldito no meio deles. Se não há o discernimento de espíritos onde as línguas estranhas são faladas pode haver pessoas falando nessas línguas coisas contra o Senhor. Isso tem similaridade com o que acontece em igrejas cristãs da atualidade.


3. Todos os dons espirituais procedem de Deus, para serem usados no que for útil na sua obra.
1 Coríntios 12.4 - Ora, há diversidade de dons, mas o Espírito é o mesmo. 1 Coríntios 12.5 - E há diversidade de ministérios, mas o Senhor é o mesmo. 1 Coríntios 12.6 - E há diversidade de operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. 1 Coríntios 12.7 - Mas a manifestação do Espírito é dada a cada um para o que for útil.
De uma forma que requer atenção vemos a apresentação da Trindade divina atuando em tudo que se refere aos dons espirituais. São nove, os dons espirituais e quem cuida de dá-lo individualmente, é o Deus Espírito Santo, o qual está neste plano terreno usando os salvos nesses dons a serviço do reino. Portanto os dons são para o serviço da obra são essencialmente, tanto para a obra fora da igreja local, como também dentro da igreja local. Assim fica bem enfatizado que os dons são para serviço e não para atos de exibicionismo como alguns o praticam e quem assim o faz está teatralizando, pois não é do Espírito. Quanto aos ministérios que são cinco, quem separa é o Deus Filho, constituído de apóstolos (que se encerrou em Paulo, portanto não tem mais apóstolos, embora alguns soberbos queiram o ser, mas não são), profetas, evangelistas, pastores e mestres. E o Deus Pai que é a fonte de todo o poder também está presente em todas as manifestações de poder em toda a igreja corpo.
4. A distribuição dos dons espirituais não é como o homem deseja, mas como o Espírito deseja.
1 Coríntios 12.8 - Porque a um, pelo Espírito, é dada a palavra da sabedoria; e a outro, pelo mesmo Espírito, a palavra da ciência; 1 Coríntios 12.9 - e a outro, pelo mesmo Espírito, a fé; e a outro, pelo mesmo Espírito, os dons de curar; 1 Coríntios 12.10 - e a outro, a operação de maravilhas; e a outro, a profecia; e a outro, o dom de discernir os espíritos; e a outro, a variedade de línguas; e a outro, a interpretação das línguas. 1 Coríntios 12.11 - Mas um só e o mesmo Espírito opera todas essas coisas, repartindo particularmente a cada um como quer.
Todos os dons espirituais são importantes e necessários para o serviço da obra e o crente não pode querer determinado dom, pois isso é uma prerrogativa exclusiva do Espírito Santo. Portanto não é como o homem deseja, mas como o Espírito deseja e se alguém começa a imitar um dom usando o seu dom natural, na realidade está se usando e não sendo usado pelo Espírito. Isso acontecia na igreja de Coríntios, onde o dom mais imitado era o dom de profecia, como é imitado em muitas igrejas de hoje. É o Espírito Santo que determina a atividade de cada membro que compõe o corpo de Cristo e capacita para essa atividade. Toda manifestação de dons só é verdadeira se o Espírito Santo estiver operando, porque os dons são dele e não do homem. Os dons que não podem faltar na igreja estão mais relacionados com o líder, pois para ser um doutrinador, ele necessita do dom da palavra do conhecimento e do dom da palavra da sabedoria e a igreja sem a palavra não pode ser edificada.

Elaborado pelo Pastor Adilson Guilhermel

OS LUGARES PONTILHADOS NESTE MAPA MUNDIAL INDICA ONDE O SITE É VISITADO

CORRESPONDENTE

ADSENSE

Translate

ADSENSE

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *